03 dezembro 2008

O mar em mim


Aquela festa, aquele lugar, aquele drink na minha mão
A despretensão gostosa de escolher onde ficar
Escolhas
Quando quis ficar ali, um oceano ficou pra trás
E eu gostei
E ele também
E ele sorriu, assim como eu

E a noite se passou
Não era pra eu estar ali
Porém, eu queria estar

Hoje eu posso dizer que ele bebeu muito mais do que costuma beber
Ofereceu carona
Eu sabia que não iria aceitar
Por isso continuei ali

Choveu.
Resolvo aceitar
A chuva ameaça parar
Saímos
Frank Sinatra + velas + beijos +risos
...
A noite mais insaciavelmente agitada que eu já tive
Que acabou como começou:
Despretensiosa

Só que veio aos poucos
Veio vindo, subindo, expandindo

Eu deixei um oceano e ganhei um mar

6 comentários:

Anônimo disse...

to sem palavras...

Lu Tador Mente disse...

Que delícia!!! é como ouvir e sentir o mar.

apecci11 disse...

tu hein! saquei este momento ...

Leonardo Curcino disse...

muito bonito isso. gostei do que li aqui! :)

Pattiê que fica, disse...

Uia!

Caco disse...

:-)