21 janeiro 2009

Faça alguma coisa

Assisti hoje ao filme ''O Curioso caso de Benjamin Button''
Não fui para o cinema com qualquer expectativa e isso costuma ser bom.
E foi.
Não estou aqui escrevendo: "Assistam esse filme incrível!"
Estou apenas dizendo que duas horas e quarenta sentada dentro de uma sala não foram muito incômodas.
(Ao contrário do que aconteceu quando fui assistir "Ensaio sobre a cegueira", embora eu tenha "gostado" do filme)

O filme me deixou curiosa e satisfeita.
Fiquei triste e logo feliz porque lembrei que nem mesmo a tristeza dura pra sempre.
Sim. Os filmes, às vezes, me lembram de coisas importantes que meu déficit de atenção deixa escapar.

Na verdade, o triste é que nada, e agora é muito sério, nada mesmo, dura pra sempre.
Tudo é efêmero.
O sentimento, seja ele qual for, acaba, porque a gente também acaba.
A dor vira amor, que vira dor de novo e, então, vira saudade.
A angústia, que vira aprovação, que vira êxtase e que vira angustia de novo.

É claro que nem sempre faz sentido.

O mais claro e não menos óbvio, foi o conteúdo dos conselhos escritos em diferentes postais:
Não importa o que você faça.
Faça alguma coisa da sua vida.
Conheça lugares.
Corra riscos.
Você não precisa saber fazer "tudo" bem feito.
Apenas faça "alguma" coisa da sua vida.

Quase que terminou com: "Use filtro solar"
Mas quem aqui quer morrer com pele de bebê?

4 comentários:

Anônimo disse...

"Your life is defined by its opportunities… even the ones you miss."

Pattiê que fica, disse...

"Life is an opportunity, not an obligation"...

Obrigada pelo texto, foi escrito sob medida para o meu dia! =)

(Como é bom ser leitora... rsrs)

Marianna Neves disse...

Já não é o primeiro (blog) que vejo falar sobre o filme. Vou já assisti-lo! =D

Lu Tador Mente disse...

Ei! Eu quero morrer com pele de bebe! Fora isso, sad but true. Tudo acaba... e por mais que sabemos disso tentamos nos agarrar ao permanente. A gente entende com a razão, mas fica aquele buraco no peito quando perdemos algo. Tentamos substituir com outras coisas, mas o buraco fica lá... Ai ele vai fechando, mas mesmo depois de fechado fica uma cicatriz... faz parte ne?