06 julho 2008

hein?!

Nasci de uma família nobre
E rodei pelo mundo procurando alguém
Que me dissesse o que fazer
E me desse uma chance de vencer
Um inimigo invisível que eu tinha
Cabeça e cauda de dragão, os olhos do Alain Delon
De dia atrás de mim
De noite se escondia no porão

Nasci de uma família pobre
E rodei pelo mundo procurando o bem
Mas sempre tinha um grilo
Sempre tinha um filho
Que não era de ninguém
Bebia todo o vinho do sermão
E achava até que nem
Mas tudo bem, porém
Um dia aquele cara do porão
Cruzou no meu caminho
E veio perguntar
qualé?
Meu amigo, a felicidade move a fé
porque ninguém quer dar ao povo uma colher...

Um comentário:

ROBERTA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.