30 janeiro 2010

O jornalista e sua dolce vita

Por favor, pára tudo.
Quem foi que disse que o jornalista tem uma profissão ingrata?
Que ele ganha mal, até aí, qualquer profissão tem suas dificuldades.
Agora vamos combinar que ter o dom de saber contar bem uma história, seja ela qual for e de onde for, pode nos levar a lugares inimagináveis.
Caco está aí e não me deixa mentir:

http://juntaroscacos.blogspot.com/2010/01/speechless.html

E eu vou dizer que também não tenho do que reclamar:










Temos que tirar fotos, porque se a gente conta o povo não acredita.
Eu sei que pai pobre é destino, mas marido pobre é burrice. O problema é que sou uma eterna romântica. Achei melhor me garantir na ingrata profissão de jornalista.

2 comentários:

Caco disse...

Ainda bem que sempre temos as maquinas em punho, ne?
Bjs
CACO

twitter.com/r_abraham disse...

Babei.