24 junho 2008

Meu primeiro amor: João


Me lembro bem daqueles especiais que passavam na Tevê.
Sempre perguntava pra meu pai: "Pai, como é mesmo o nome daquele moço que canta baixinho?"
- João Gilberto - ele respondia.
- Ele é o cantor que mais gosto.
- Sim. Ele é um dos melhores do país. Faz sucesso no mundo inteiro.
Meu pai estava quase certo. João realmente fazia sucesso no mundo inteiro. Acontece que ele era, e ainda é, um dos melhores do planeta. Para mim, sem dúvida, o melhor. Para a grande maioria que entende de boa música: um gênio.
Tenho, absolutamente, todas as músicas de João Gilberto. Cantadas de infinitas formas, ao vivo e em diferentes países.
Porém, meu maior sonho ainda não se concretizou.
Eu NUNCA fui assistir e escutar minha voz preferida que canta baixinho.
E confesso que ao ler a capa da Ilustrada de hoje tive inveja de Sérgio Dávila. Inveja branca é verdade. Afinal, ao ler sua matéria de capa eu pude ouvir a todos os barulhos que em nenhum instante atrapalharam a melodia de João, pude me sentir aplaudir de pé, por um minuto, quando meu ídolo pisou no palco e pude chorar ao ouvir "Samba do Avião" ser introduzida por ele num sussurro.
Em agosto João Gilberto promete vir à São Paulo. E eu prometo que estarei lá com a mesma curiosidade que tinha quando criança. Querendo ver algo grande.
Querendo aquele que mesmo tocando e cantando as mesmas músicas brinca com elas como só um gênio pode brincar.
Querendo ouvir João.

2 comentários:

Pattiê que fica, disse...

Também gosto do João, e mais ainda da sua personalidade toda peculiar. Chatos de plantão e que odeiam a Bossa Nova (que é pra mim a melhor música, porque é nossa) costumam torcer o nariz para o nosso querido... Aproveite para ouví-lo ao vivo. Ele deve aterrisar na terra brasilis logo logo, será que não?

ROBERTA disse...

lembrei: estava escutando "wave" no teu programa. chocada com a lembrança!