19 abril 2009

Um Abraço


como encontrar pessoas?

twitter

facebook

o obsoleto orkut

blogs

álbuns


infinitas são as maneiras de procura.

Alguém diz:

-PÔ, nunca mais te vi!

Não viu porque não quis. Porque não procurou. Porque não fez questão.

Ninguém mais está a salvo.

E se estiver é porque foi esquecido.

Seja pelo romantismo do passado, que enviava cartas, adestrava pombos correio e lançava garrafas ao mar, sempre é possível dizer o que ainda não foi dito. O que faltou.


Quando verdadeira, quando nasce da necessidade de dizer, a voz humana não encontra quem a detenha.

Se lhe negam a boca, ela fala pelas mãos, ou pelos olhos, ou pelos poros, ou por onde for.

Porque todos, todos temos algo a dizer aos outros, alguma coisa, alguma palavra que merece ser celebrada ou perdoada pelos demais.

2 comentários:

Pattiê que fica, disse...

Ô guria... não vou nem comentar do post, que pelo visto é recado pra alguém... rsrs (ouu pra alguéns). Ms vou falar dessa nossa sintonia quase que o tempo todo. Minha nossa, é demais...

Beijo!

PS: tendência é ter Twiter, e eu não fazia idéia do que era isso até ontem, quando uma amiga me explicou que as pessoas não tem mais tempo de ler blogs, e por isso agora existe o tal... tsc tsc... continue a escrever o seu blog, ok? porque caso contrário eu não vou saber como te encontrar! rsrsrs

PS do PS: não disse que sou antiquada? (e rabugenta...)

salvatore carrozzo disse...

Penso que vivemos em uma epoca um pouco invasiva. Outro dia, li que poderemos, com o Google em celulares, saber exatamente onde nossos amigos estao. Que medo! Por isso que, as vezes, finjo que esqueco meu celular.