17 maio 2009

Enquanto escrevo


Sim. Sou uma pessoa que aprecia o estar sozinha.
Da mesma forma que sinto compaixão por aqueles que mesmo em companhia de alguém ou de muitos vivem na mais profunda solidão.
Eu gosto de gatos e de xícaras grandes de chá ao meu lado enquanto escrevo.

Gosto de pensar que a Kate é como eu. Uma gata sem medo de nada.
Que anda pela cidade a qualquer hora.
Kate não tem "medinho" de São Paulo.
Ela tem passos largos. Tem ousadia em seus saltos.
Gosta do desconhecido porque sabe que só sabemos até onde podemos ir se formos.
Kate não está interessada em tirar um monte de fotos e fingir intimidade com qualquer um que lhe apareça na frente.
Porque ela sabe que intimidade ela tem com quem reconhece de longe.
Kate não quer fingir ter uma vida feliz. Ela está feliz ou não.
E quando acha a vida meio monótona ela resolve mudar e...
vai dar seus saltos por aí.
Se ela não cria raízes?
Sim, as cria.
Raízes não exigem de ninguém que este finque seus pés no mesmo lugar.
Nem as raízes são estáticas, ou seguem seu caminho em linha reta.
Não posso cobrar que Kate aja de maneira correta na vida.
Ou, ainda, que ela faça sempre a coisa certa.
Não. Sou imperfeita demais para exigir uma coisa dessas.
Kate é corajosa. E por pior que sejam as infelicidades que enfrente mundo afora, ela foi, e é uma das criaturas mais fantásticas que conheço.
E apesar de saber de tudo isso. Quero ela de volta a cada minuto.
A cada virada de chave quando chego em casa.
A cada vez que não preciso limpar sua caixa ou colocar comida para ela.
Eu quero ela de volta quando vou dormir e também miando às cinco da manhã, suplicando para entrar no quarto.
Quero ela de volta, aqui comigo, enquanto escrevo.

3 comentários:

Bruna Pattiê disse...

Ah, Jú... Cara, estou chorando aqui, sem brincadeira. Quero muito muito ajudar de alguma forma. Estou com o coração partido. Um abraço bem apertado em ti, e um pensamento positivo de que a "irmãzinha" da Nina estará de volta tão logo eu aperto=e o "publicar" nesse lugar aqui. Estou triste, e também quero a Kate de volta

Beijo

Beatrix Kiddo disse...

valeu a força, amiguinha!:)

cherrytati disse...

Guria, ainda bem que só li esse texto agora, com a Kate de volta pra casa.

***

Tu tá escrevendo cada dia melhor, amiga.