31 maio 2008

DESASSOSSEGO CLIMÁTICO


As primeiras chuvas de inverno vindas ainda no outono, levam ladeira abaixo qualquer intenção social como que sem respeito.

Ventos altos chiando em coisas paradas, barulhando coisas presas, arrastando coisas móveis, erguem entre as queixas irregulares da chuva, palavras ausentes de protesto anônimo, sons tristes e quase raivosos de desespero sem alma.

Um comentário:

Pattiê que fica, disse...

Puta que pariu! Meu, eu sou muito chata, fala sério! Acordei inspirada, o trabalho ainda não me empolgou e cá estou eu, comentando suas várias postagens. Tá tá, eu sou chata, ok...

Mas é que, putz, dá uma vontade de dizer coisas quando se acorda "com a corda toda".

É assim: eu super adorei esse post. E deixo aqui minhas palavras ausentes de um protesto anti-social:.............................................

Bj!

Piada interna: comentar pode, ok? hehehe